Com o reabastecimento em voo o Caracal pode permanecer voando por mais tempo sobre uma área de busca (FAB)

Com o reabastecimento em voo o Caracal pode voar por mais tempo sobre uma área de busca (FAB)

A Força Aérea Brasileira (FAB) recebeu nesta quinta-feira (17) o primeiro helicóptero H-36 ‘Caracal’ na versão operacional. A aquisição faz parte do projeto H-XBR, que envolveu a Marinha, Exército e Aeronáutica na compra de 50 helicópteros. O contrato prevê a montagem de unidades no Brasil através da Helibras, cuja fábrica fica em Itajubá (MG).

O primeiro aparelho foi entregue ao Esquadrão Falcão, em Belém (PA), e traz uma capacidade inédita para a aviação de asas rotativas no Brasil: o H-36 possui sistema de reabastecimento em voo. Segundo a FAB, esse novo recurso “permite uma maior capacidade de atuação da aeronave, pois sua operacionabilidade fica , agora, restrita à fadiga da tripulação”.

Os helicópteros da FAB com essa habilidade são equipados com uma sonda especial. No momento do abastecimento em voo, ela se estende a frente da aeronave para alcançar a mangueira de combustível, que será transferido de um cargueiro KC-130 Hércules.

Como explica a Aeronáutica, o reabastecimento aéreo aumenta o raio de ação do helicóptero ou sobre uma área de busca, sem a necessidade de retornar a base. Com essa tecnologia, o Caracal ainda pode realizar missões de busca e salvamento a mais de 300 km do litoral, informa a FAB.

O H-36, um projeto original da Eurocopter, é impulsionado por dois motores turboshaft, cada um com mais de 2.380 cv. Toda essa potência pode levar o helicóptero a velocidade máxima de 324 km/h ou transportar até 28 soldados. A autonomia do Caracal, sem reabastecimento em voo, é de aproximadamente 1.325 km.

O Caracal é o maior helicóptero de transporte tático das forças armadas brasileiras (FAB)

O Caracal é o maior helicóptero de transporte tático das forças armadas brasileiras (FAB)

Espanta míssil

O novo helicóptero da FAB também foi equipado com um novo sistema de autodefesa, o EWS (“Sistema de Guerra Eletrônica”, em inglês), capaz de detectar mísseis teleguiados e acionar os “chaff” e “flare”, dispositivos que enganam o sistema do armamento, evitando que ele acerte o H-36 Caracal e sua tripulação.

Veja mais: Lockheed entrega C-130 Hércules número 2.500