Quantas aeronaves consegue contar nessa imagem? Exercício foi realizado em Kadena, no Japão (USAF)

Quantas aeronaves consegue contar nessa imagem? Exercício foi realizado em Kadena, no Japão (USAF)

Aeronaves da Força Aérea dos Estados Unidos (USAF) realizaram nessa terça-feira (12), na base aérea de Kadena, no Japão, uma impressionante “marcha do elefante”. O exercício militar, efetuado sem aviso prévio, reúne um grande número de aviões e serve para preparar esquadrões para responder rapidamente e em massa ataques inimigos. A movimentação também pode ser interpretada como uma forma de demonstração de poder militar.

A marcha da vez reuniu helicópteros HH-60 Pave Hawks, caças F-15 Eagles, aviões de reabastecimento KC-135 Stratotanker e aeronaves de alerta antecipado e controle aéreo (“aviões-radares”) E-3 Sentry. O treinamento simula os movimentos necessários para realizar a decolagem de diversas aeronaves com intervalos e espaços mínimos umas das outras.

A marcha do elefante (“Elephant Walks”) são particularmente frequentes na Coréia do Sul, com jatos da USAF e da força aérea local. O treinamento normalmente é visto como uma demonstração de poder desses países em resposta às constantes ameaças da Coreia do Norte.

O treinamento em Kadena, localizada na ilha de Okinawa, também pode ser entendido como uma forma de mostrar poder aos norte-coreanos, mas desta vez a partir de território japonês. A base onde o exercício foi realizada é considera extremamente importante para repelir ataque provenientes da região do sudeste asiático.

A marcha reuniu caças F-15 e jatos de apoio, para orientação e reabastecimento (USAF)

A marcha reuniu caças F-15 e jatos de apoio, para orientação e reabastecimento (USAF)

Veja mais: Gripen realiza voo abastecido com biocombustível