O avião elétrico da Eviation já tem até preço definido: US$ 2,6 milhões, cerca de R$ 8,6 milhões (Divulgação)

O avião elétrico da Eviation já tem até preço definido: US$ 2,6 milhões, cerca de R$ 8,6 milhões (Divulgação)

A Eviation Aircraft, uma empresa startup de Israel, apresentou no Paris Air Show nesta semana o projeto de um avião executivo impulsionado por três motores elétricos. A ideia, inédita no segmento de aviação executiva, pode se tornar realidade já a partir de 2018.

De acordo com a fabricante, o primeiro protótipo da aeronave, que ainda não tem nome definido, deve voar no próximo ano, ao passo que a produção em série é programada para ser iniciada em 2020. O grupo israelense já até definiu o preço da aeronave: US$ 2,6 milhões, cerca de R$ 8,6 milhões.

O avião elétrico com uma curiosa cauda em V é projetado para transportar de seis a nove passageiros. Segundo dados da Eviation, a aeronave terá alcance na faixa dos 1.100 km e poderá voar a velocidade máxima de 450 km/h.

Os motores elétricos do avião também têm uma distribuição interessante: um na cauda e os outros dois nas pontas das asas. Conforme a explicação do fabricante, essa configuração reduz significativamente o arrasto aerodinâmico da aeronave.

Como todo veículo elétrico, a aeronave israelense será “recheada” de baterias. Metade do peso do avião, cerca de 2.750 kg, será composto por pilhas de lítio.

“Em um momento em que estamos mais conectados do que nunca, nossas opções mobilidade devem se adaptar para refletir esse futuro novo e eficiente”, disse Bar-Yohay, CEO da Eviation Aircraft. “Quer seja uma viagem de emissão zero, ou de baixo custo do Vale do Silício para San Diego, ou entre Seul e Pequim, nossa aeronave totalmente elétrica representa uma chance para que as pessoas se movam a velocidade e o baixo impacto que nossa economia global agora exige”, completou o executivo.

Segundo a fabricante, os motores nas pontas das asas reduzem o arrasto aerodinâmico da aeronave (Divulgação)

Segundo a fabricante, os motores nas pontas das asas reduzem o arrasto aerodinâmico da aeronave (Divulgação)

10 centavos por milha

O preço do avião elétrico sugerido pela fabricante é alto, na mesma faixa de modelos consagrados como o Pilatus PC-12 ou o Beech King Air 350. A vantagem da aeronave, como explicam os projetistas, está em seu baixo custo operacional.

Como não requer combustível para voar, a empresa calcula que a aeronave elétrica custará algo em torno de 10 centavos de dólar (cerca de R$ 0,33) por milha percorrida. Por esse valor, viagens regionais em aviões desse tipo custarão apenas uma fração do valor exigido por modelos convencionais.

Veja mais: Em “ano transformador”, Embraer apresenta novos aviões em Paris