A Embrear e a Uber planejam iniciar os testes com o táxi voador a partir de 2020 (Uber)

A Embrear e a Uber planejam iniciar os testes com o táxi voador a partir de 2020 (Uber)

A Embraer anunciou nesta terça-feira (25) um acordo com a Uber para desenvolver e implantar o conceito “Uber Elevate Network”, pequenos veículo elétricos de decolagem e aterrissagem vertical para deslocamentos curtos em espaços urbanos. Em outras palavras, a fabricante brasileira vai fabricar “carros voadores”. O anúncio foi realizado em Dallas, no Texas, nos Estados Unidos, durante a abertura do evento Uber Elevate Summit.

O projeto será realizado no Centro de Inovação de Negócios da Embraer, com equipes de trabalho na região do Vale do Silício, na Califórnia, Melbourne, Flórida, e em Boston, no estado de Massachusetts. Em contato com o Airway, a empresa brasileira afirmou que o primeiro protótipo está programado para ser testado a partir de 2020 e a produção em série começa em 2023.

“Acreditamos firmemente que é preciso explorar vários novos conceitos de negócios que podem afetar o transporte aéreo no futuro. Essa é uma oportunidade única para ajudarmos a complementar o conhecimento de transporte aéreo dessa que é uma empresa revolucionária e visionária no transporte terrestre. No exercício dessa parceria, vamos desenvolver novas tecnologias, novos produtos e novos modelos de negócios que podem gerar oportunidades para a Embraer no futuro”, disse Paulo Cesar de Souza e Silva, CEO da Embraer.

A Uber vem anunciando a intenção de desenvolver esse tipo de transporte desde outubro de 2016, quando divulgou um documento especificando os detalhes necessários para a criação de uma rede de táxis voadores.

“A Embraer é a maior fabricante de jatos comerciais de até 130 assentos e um dos parceiros mais experientes da Uber neste segmento. Seu conhecimento de certificação de aeronaves com tecnologia fly-by-wire embarcadas e sua confiança de que eles podem igualmente tornar essa tecnologia acessível a aeronaves muito menores é um ingrediente essencial para o nosso sucesso”, disse Mark Moore, diretor de Engenharia de Aviação da Uber.

Como divulgou no encontro em Dallas, a Uber planeja implentar as primeiras redes de táxis aéreos, ainda em regime experimental, no Texas e em Dubai, a partir de 2020, já com os protótipos projetados em parceria com a Embraer.

Veja mais: Startup americana projeta avião elétrico para 150 passageiros