O E195-E2 será apresentado na França com uma pintura especial (Embraer)

O E195-E2 será apresentado na França com uma pintura especial (Embraer)

Em busca de novos clientes, a Embraer vai levar neste mês para o Paris Air Show, considerado o evento mais importante no mundo da aviação, o novo jato comercial E195-E2 e o cargueiro militar KC-390. Além de apresentações estáticas, a fabricante ainda confirmou demonstrações de voo com as novas aeronaves, as maiores e mais avançadas já desenvolvidas no Brasil. A feira, também conhecida como Le Bourget, acontece entre os dias 19 e 25 de junho.

A empresa brasileira também confirmou a presença do jato executivo Legacy 450 no evento. Outra atração no espaço da Embraer será a celebração aos 20 anos de operações do ERJ-145, o primeiro jato comercial desenvolvido pela fabricante.

A Embraer passa atualmente pelo melhor momento em seus quase 50 anos de história, com importantes produtos em fase final de certificação e a assinatura de contratos de compra com companhias aéreas e forças armadas.

Para 2018, a fabricante prepara a estreia do novo E190-E2, com a companhia Widerøe, da Noruega, e as primeiras entregas do KC-390, para a Força Aérea Brasileira (FAB). Já em 2019 será a vez do E195-E2, programado para estrear com a Azul.

A fabricante ainda tem adiante o desenvolvimento do terceiro membro da nova família E2, o E175-E2 para até 80 passageiro, previsto para estrear em operação em 2021, e o projeto nacional do caça Gripen NG para a FAB, realizado em parceria com a SAAB, da Suécia, com transferência de tecnologia. A versão brasileira do avião de combate tem o primeiro voo previsto somente para depois de 2020, após a entrega das primeiras unidades fabricadas pela empresa sueca.

O KC-390 é proposto como uma alternativa ao antigo C-130 Hercules, da Lockheed Martin (FAB)

O KC-390 é proposto como uma alternativa ao antigo C-130 Hercules, da Lockheed Martin (FAB)

Evento tradicional

O Salão de Le Bourget é realizado desde os primórdios da aviação: feira acontece em todos os anos ímpares desde 1909 e vem se destacando ao longo da história como o evento mais importante do segmento, nos campos civis e militares.

Devido a sua relevância no cenário internacional, muitos contratos de compra de aeronaves por companhias aéreas e forças armadas são anunciados durante os dias da feira.

Imagem aérea do Le Bourget, em Paris (Divulgação)

Imagem aérea do Le Bourget 2015, no subúrbio Paris (Divulgação)

O nome Le Bourget é uma referência ao aeroporto onde o evento é realizado, o Aéroport de Paris-Le Bourget, próximo a capital Paris. O local, que atualmente recebe somente voos particulares, foi utilizado pela aviação comercial entre 1919 e 1980, até a inauguração do Aeroporto de Paris-Orly, hoje o maior terminal de voos domésticos da França.

Le Bourget também conta com o que é considerado o mais importante museu de aviões da Europa, o Musée de l’Air et de l’Espace (Museu do Ar e Espaço).

Veja mais: Portugal inicia processo de compra do KC-390