A Embraer ainda tem encomendado 432 aeronaves comerciais (Divulgação)

A Embraer ainda tem 432 aeronaves comerciais encomendadas (Divulgação)

A Embraer fechou o primeiro trimestre de 2017 com 33 aeronaves entregues, sendo 18 jatos comerciais e outros 15 modelos executivos. Segundo a fabricante, no final de março a carteira de pedidos firmes a entregar (o “backlog”, de aeronaves que já foram negociadas) totalizava US$ 19,2 bilhões. As entregas desses novos aviões foram concentradas nos mercado dos Estados Unidos, Europa e China.

A aeronave que a Embraer mais entregou nos três primeiros meses deste ano foi o jato comercial E175, com 16 unidades colocadas no mercado. Ainda neste mesmo período a fabricante entregou dois E195. Entre os executivos, foram entregues três Phenom 100, um Phenom 300, um Legacy 450, um Legacy 500, um Legacy 650 e um Lineage 1000E.

O principal destaque da empresa do trimestre foi a apresentação seguida do primeiro voo de mais uma aeronave da segunda geração dos E-Jets: o jato E195-E2, maior integrante da nova família e também o maior avião comercial já desenvolvido no Brasil. O voo, originalmente programado para o segundo semestre deste ano, ocorreu em 29 de março, apenas três semanas após a cerimônia de apresentação da aeronave.

A Embraer também anunciou no primeiro trimestre que a Widerøe, maior companhia aérea regional da Escandinávia, será o operador de lançamento do novo avião E190-E2, o primeiro integrante dos E-Jets E2. A aeronave será entregue no primeiro semestre de 2018.

Já a Azul, operadora com a maior frota de jatos E195 do mundo, foi anunciada como a primeira empresa aérea a operar o E195-E2, a partir de 2019. O contrato da companhia brasileira com a Embraer é para até 50 aviões, sendo 30 pedidos firmes e 20 direitos de compra.

O Phenom 100EV é o produto mais recente da Embraer Aviação Executiva (Divulgação)

O Phenom 100EV é o produto mais recente da Embraer Aviação Executiva (Divulgação)

Na Aviação Executiva, o principal destaque do trimestre foi a confirmação de mais um recorde estabelecido na indústria. Com 63 unidades entregues em 2016, o Phenom 300 foi pelo quarto ano consecutivo o jato executivo mais vendido do mundo. Desde 2013, são 266 jatos entregues, uma margem de 11% sobre o segundo jato mais entregue no mesmo período, o Bombardier Challenger 350.

O período também marcou a entrega do primeiro jato Phenom 100EV. Evolução do Phenom 100, que chegou ao mercado em 2008, o novo modelo tem desempenho otimizado para operações em regiões altas e com temperaturas elevadas.

A Embraer ainda tem 432 pedidos firmes por novas aeronaves comerciais, das quais 272 unidades são pelo novos modelos E2 – por questões estratégicas, o número de jatos executivos encomendados não é divulgado.

Veja mais: Nigéria está perto de adquirir o Super Tucano