O A350-900 da Delta decola pela primeira vez: substituto do 747 (Airbus)

O novo Airbus A350, enfim, “chegou” aos Estados Unidos. Na última quinta-feira (13), a Delta Airlines recebeu o primeiro exemplar do jato europeu de longo alcance. Ela é a primeira companhia norte-americana a operar o birreator avançado da Airbus que está em serviço desde janeiro de 2015 – nas Américas a Latam estreou o aparelho.

A Delta, no entanto, só começará a voar oficialmente com seu novo avião a partir de 30 de outubro em rotas entre os EUA e a Ásia – a primeira cidade atendida pelo A350 será Tóquio, num voo que sairá do hub de Detroit. “O Airbus A350 define um novo padrão de experiência de vôo para nossos clientes, representando anos de inovação de produtos à medida que a Delta continua a se transformar em uma operadora global líder “, disse Ed Bastian, CEO da Delta na ocasião da cerimônia de entrega.

A versão encomendada pela a Delta é a A350-900 com configuração para 306 assentos: 226 na econômica, 48 na econômica plus batizada de Premium Select e 32 na executiva Delta One. Eles substituirão os últimos Boeing 747-400 que eram usados nas rotas para o Pacifíco, herança da antiga companhia Northwest.

Apesar da esperada estreia do modelo no país, a Delta havia decidido postergar parte da entrega do A350 para 2019. Dos 25 aviões encomendados, cinco chegarão neste ano e outros quinze ficaram para 2019. Além de Tóquio, o A350 voará para Seul (18 de novembro) e Pequim (janeiro de 2018).

Internet avançada

Com o novo A350 a Delta pretende oferecer serviços inéditos na companhia como o sistema de conectividade 2Ku, da empresa Gogo, que oferece internet de alta qualidade. Além disso, a nova classe Premium Select traz um espaço interno e conforto superior ao das econômicas plus originais, que basicamente tinham como vantagem o maior espaço para pernas. No serviço da Delta, os passageiros contarão com poltronas mais largas e possibilidade de recliná-las até 18 cm.

No Brasil, a Delta opera voos para São Paulo e o Rio de Janeiro usando aeronaves Airbus A330, o que nos dá certa esperança de contar com o novo jato nas rotas para o país. Mas isso apenas a partir de 2019.

Veja também: A350-900ULR poderá voar por mais de 17.9 mil km

A Delta receberá cinco unidades em 2017 (Airbus)