O Falcon 5X foi apresentado pela Dassault em junho de 2015 e somente agora voou (Dassault Aviation)

O Falcon 5X foi apresentado pela Dassault em junho de 2015 e somente agora voou (Divulgação)

O Falcon 5X, novo jato executivo da fabricante Dassault Aviation, voou pela primeira vez nesta quarta-feira (5). A aeronave decolou da sede da empresa, em Bordeaux-Mérignac, na França, e permaneceu no ar por duas horas, comandada pelos pilotos de teste Philippe Deleume e Philippe Rebourg.

Segundo a fabricante, o voo inaugural foi apenas um teste de voo introdutório, ainda fora da campanha validação e certificação do jato, processo que será iniciado somente em 2018. Ainda de acordo com a Dassault, o primeiro voo do Falcon 5X foi realizado com uma versão preliminar dos motores Safran Silvercrest, cujo desenvolvimento está atrasado quatro anos em relação ao cronograma original.

“Estamos empenhados em limitar as consequências do atraso no desenvolvimento de quatro anos dos motor, tanto quanto possível, e a curta campanha preliminar de teste de vôo é parte desse esforço”, disse Eric Trappier, presidente e CEO da Dassault Aviation. “Nós acompanharemos de perto os testes de validação no Silvercrest modificado, programados pela Safran para os próximos meses, já que seus resultados serão críticos para atender a entrada 5X em serviço em 2020”.

O Falcon 5X, impulsionado por dois motores, é classificado como um jato de “ultra-longo alcance”, com autonomia de 9.630 km com oito passageiros e três tripulantes. A cabine do avião, porém, é projetada para até 19 ocupantes (incluindo os três tripulantes). Já a velocidade máxima será de 956 km/h.

Segundo a Dassault, o Falcon 5X poderá operar em aeroportos pequenos (Divulgação)

Segundo a Dassault, o Falcon 5X poderá operar em aeroportos pequenos (Divulgação)

Quando chegar ao mercado, o Falcon 5X será a maior aeronave na linha da Dassault, superando o comprimento do trimotor Falcon 8X. O novo jato tem 25,2 metros de comprimento e 25,9 m de envergadura de asas. É praticamente o mesmo tamanho do Embraer Legacy 650, mas o avião francês é quase 10 toneladas mais pesado, com peso máximo de decolagem de 31.600 kg.

Um ponto curioso sobre o novo jato executivo é sua baixa velocidade de aproximação para pouso, de apenas 195 km/h (semelhante a de um avião turbo-hélice), o que, segundo o fabricante, permite a operação em aeroportos com pistas menores.

O Dassault Falcon 5X já pode ser encomendado por US$ 45 milhões, o equivalente a R$ 148,7 milhões.

Veja mais: Mercado de jatos executivos recua a números de 2004