Motor a jato do caça F-5EM, uma das peças da coleção (FAB)

Motor a jato do caça F-5EM, uma das peças da coleção (FAB)

A Força Aérea Brasileira (FAB) vai inaugurar em dezembro o “Memorial de Motores” no Parque de Material Aeronáutico de São Paulo (PAMA-SP), na parte militar do Aeroporto Campo de Marte. O acervo, com mais de 15 motores, compreende desde peças da década 1940 até modelos de alto desempenho com pós-combustor, como o motor a jato do caça F-5.

“Aqui, as pessoas vão encontrar motores do Albatroz, do Avro e do Gloster, o primeiro caça a jato da FAB”, exemplifica o Tenente Leonardo Spínola, chefe do banco de provas da subdivisão de motores do PAMA-SP, envolvido no projeto que começou no início deste ano.

Motores raros

Como antecipou a FAB, a coleção terá artigos raros, como o motores radiais usados no antigo avião anfíbio Albatroz, da década de 1940, e no P-16 Tracker, o primeira aeronave naval da Aeronáutica, além de um turbo-hélice utilizado no célebre Avro 748, que serviu como transporte presidencial brasileiro entre as décadas de 1950 e 1960.

A iniciativa faz parte de uma parceria da força aérea com instituições que possuem cursos ligados à atividade aérea. Segundo a FAB, cerca de 50 estudantes, como universitários de faculdades de engenharia aeronáutica, visitam o PAMA-SP todos os meses.

Um antigo motor radial, usado do P-16 Tracker (FAB)

Um antigo motor radial, usado do P-16 Tracker (FAB)

“Os militares mais novos já chegam trabalhando em novos projetos. É importante mostrar a história, os enfrentamentos técnicos que ocorreram. Queremos que eles conheçam e se orgulhem desse passado”, expressou Suboficial Antônio Dionizio, com 32 anos de carreira na FAB.

As informações sobre o acervo foram reunidas pelo historiador Sérgio de Moraes, que trabalha no projeto como voluntário. De acordo com a FAB, os dados de Moraes contam a evolução tecnológica dos motores e seus respectivos aviões, além de técnicas de conserto, manutenção e funcionamento desses componentes ao longo dos anos.

O memorial estará aberto para visitação de segunda à sexta-feira, em horário comercial.

O PAMA-SP foi inaugurado na década de 1930 (FAB)

O PAMA-SP foi inaugurado na década de 1930 (FAB)

Oficina de aviões militares

O parque no Campo de Marte foi criado em 1931, quando o local recebeu o primeiro hangar de manutenção de motores, a “Oficina Wright”. No ano seguinte, a mesma base também recebeu a inauguração da primeira escola de aviação da “Força Pública de São Paulo”, equivalente hoje a polícia militar paulista. Na década de 1950, a instalação passou a fazer parte do Ministério da Aeronáutica. Uma das principais tarefas do PAMA-SP atualmente é a manutenção de caças F-5.

Veja mais: Força Aérea Brasileira completa 75 anos