A Learjet foi adquirida pela Bombardier em 1990 (Divulgação)

A Learjet foi adquirida pela Bombardier em 1990 (Divulgação)

A divisão de aviação executiva da Bombardier celebrou nesta sexta-feira (2) a entrega do jato Learjet número 3.000. O modelo em questão foi um Learjet 75, o 100 º desse tipo produzido pela fabricante canadense, que produz a série Learjet em Wichita, nos Estados Unidos.

“A 3.000ª aeronave Learjet representa um momento muito especial no legado icônico da Learjet, e é um testemunho do sucesso do produto”, disse Tonya Sudduth, gerente geral da Learjet. O jato Learjet 75, modelo mais recente da série e avaliado em US$ 13,8 milhões (cerca de R$ 44,1 milhões) é produzido desde 2013.

A Learjet foi fundada no final da década de 1950 pelo engenheiro norte-americano William Powell Lear. Já o primeiro avião fabricado pela marca foi o Learjet 23, em 1962, um dos primeiros jatos executivos da história, ao lado do clássico Lockheed Jetstar. Desde então, a aeronave vem evoluindo e já foi produzida em 10 diferentes versões.

A Bombardier adquiriu a Learjet em 1990, apresentando o modelo Learjet 45 em 1997, o primeiro com novo design desde o modelo pioneiro Learjet 23.

O catálogo de jatos executivos da fabricante canadense ainda conta com os modelos das linhas Global e Challenger. Essa segunda série foi desenvolvida originalmente pela Canadair, empresa que também foi adquirida pela Bombardier, em 1986.

O Learjet 23, primeiro modelo da marca americana, voou pela primeira vez no dia 7 de outubro de 1962 (Divulgação)

O Learjet 23, primeiro modelo da marca americana, voou pela primeira vez no dia 7 de outubro de 1962 (Divulgação)

Veja mais: Phenom 300 lidera segmento de jatos executivos pelo quarto ano seguido