A nova espaçonave da NASA: CST-100 será construída e operada pela Boeing

A nova espaçonave da NASA: CST-100 será construída e operada pela Boeing

A NASA, a agência espacial dos Estados Unidos, confirmou nesta semana um contrato com a Boeing para que a empresa efetue a primeira missão espacial tripulada feita por uma empresa comercial na história.

Desde o início da exploração espacial na década de 1950, apenas governos haviam enviado seres humanos ao espaço. A missão que a Boeing lançará em 2017 fará parte da retomada dos voos espaciais tripulados dos Estados Unidos, interrompidos em 2011 após a aposentadoria do shuttle, o ônibus espacial.

A gigante aeroespacial norte-americana foi selecionada pela NASA em setembro do ano passado para construir e lançar a mais nova espaçonave tripulada do país, batizada de CST-100 (Crew Space Transportation). O contrato prevê de dois a seis voos após a certificação de segurança para levar astronautas.

Boeing CST-100, o sucessor do ônibus espacial

Com capacidade para sete pessoas ou um mix de astronautas e carga, a CST-100 passará a suprir a Estação Espacial Internacional hoje atendida apenas pela nave russa Soyuz.

Ao contrário do Shuttle, que era retornava à atmosfera como um avião e era recuperável, a CST-100 lembra as antigas cápsulas Apolo que pousam na superfície com auxílio de para-quedas.