O 737 MAX 9 tem 42,2 metros de comprimento e pesa 88.314 kg (Boeing)

O 737 MAX 9 tem 42,2 metros de comprimento e pesa 88.314 kg (Boeing)

O Embraer E195-E2, maior avião já desenvolvido no Brasil, não foi o único estreante do dia. A Boeing apresentou nesta terça-feira (7), na fábrica em Renton, no estado de Washington, nos Estados Unidos, o primeiro 737 MAX 9. O modelo é o segundo e maior membro da nova família 737 MAX, aeronave com alcance de 6.509 km e capacidade para transportar 220 passageiros. A série já está sendo testada com o jato 737 MAX 8, apresentado em 2015.

Como explicou a fabricante norte-americana, a nova versão do 737 passará por processos de verificação de sistemas de voo, de reabastecimento e de motores. Uma vez concluído, o modelo segue para a etapa de voos de testes, processo programado para as próximas semanas e que consiste na fase final de verificação das características operacionais e de desempenho geral de toda nova aeronave.

“O time do 737 MAX continua a desenvolver um trabalho fantástico ao nos permitir alcançar esses marcos dentro do cronograma estabelecido”, celebra Keith Leverkuhn, vice-presidente e gerente geral do programa 737, da Boeing Aviação Comercial. “Nosso foco primário é a entrega de uma aeronave que mantenha a confiabilidade lendária que nossos clientes de 737 conhecem, unindo a tudo isso a flexibilidade otimizada e a capacidade de alcance que eles desejam”.

O 737 MAX 9 está programado para entrar em operação em 2018 e o primeiro cliente será a companhia indonésia Lion Air. Paralelamente, o 737 MAX 8 segue o cronograma estabelecido e tem sua primeira entrega prevista para este ano – no Brasil, o primeiro será entregue à Gol, em 2018.

A série MAX é a terceira geração do jato 737, que voou pela primeira vez em 1967 (Boeing)

A série MAX é a quarta geração do jato 737, que voou pela primeira vez em 1967 (Boeing)

Os 737 MAX 8 e 9 serão seguidos pelo 737 MAX 7 em 2019 e pelo modelo de maior capacidade MAX 200, enquanto estudos e discussões seguem em andamento com os clientes da Boeing a fim de expandir a família de aeronaves. A fabricante também anunciou a possibilidade de desenvolver o 737 MAX 10X, que poderá ser o maior 737 da história, com 44,5 metros de comprimento – esse modelo é proposto para concorrer com o Airbus A321.

A família 737 MAX já tem até o momento mais de 3.600 pedidos de 83 clientes em todo o mundo.

Veja mais: Gol apresenta novo avião da seleção brasileira com pintura “Voa Canarinho”