O Bell 412EPI é uma espécie de versão avançada do clássico UH-1 'Huey' (Bell Helicopters)

O Bell 412EPI é uma espécie de versão avançada do clássico UH-1 ‘Huey’ (Bell Helicopters)

Aviões a jato podem voar alto. Já o helicópteros, nem tanto. Porém, a tradicional fabricante norte-americana Bell Helicopters demonstrou recentemente que aeronaves de asas rotativas também podem se aventurar em grandes altitudes.

No início deste mês, o modelo Bell 412EPI voou com cinco passageiros a bordo ao redor do Monte Everest, no Nepal, o pico mais alto do mundo, com 8.848 metros de altura. O helicóptero não chegou o topo, mas segundo a fabricante passou da metade do caminho, alcançando 6.000 metros.

O aparelho ainda pousou e decolou em um aeródromo de apoio a alpinistas instalado no Himalaia, a 4.630 metros, informou a Bell. Em altitudes elevadas, o ar é menos denso, o que exige maior esforço dos motores, principalmente no momento da decolagem.

O Bell 412EPI é uma versão bastante avançada baseada no clássico UH-1 ‘Huey’ (ou Bell 208, na versão civil), helicóptero de transporte que ficou famoso por sua intensa participação na Guerra do Vietnã, a serviço das forças armadas dos EUA.

Confira abaixo mais imagens do passeio do Bell 412EPI ao redor do Monte Everest:

Veja mais: UberCOPTER estreia em São Paulo