Os primeiros KC-390 serão entregues a FAB a partir de 2018 (FAB)

Os primeiros KC-390 serão entregues a Força Aérea Brasileira a partir de 2018 (FAB)

O ministério de finanças da Alemanha sugeriu a compra do cargueiro militar Embraer KC-390, em vez do Lockheed Martin C-130J Hercules, noticiou a agência Reuters. De acordo com a publicação, a escolha pela aeronave brasileira seria benéfica a empresas alemãs, algumas fornecedoras de componentes para o KC-390, como a Rheinmetall AG.

O plano foi proposto por Brigitte Zypries, secretária de estado no ministério de finanças alemão, após visitar as instalações da Embraer no Brasil. A sugestão foi enviada ao ministério de defesa do país, que tomará a decisão final sobra qual aeronave comprar.

De acordo com uma cópia da carta de Brigitte acessada pela agência, a secretária diz que o KC-390 foi apresentado pela Embraer como uma alternativa “muito convincente”, comparado ao C-130.

O ministério de defesa da Alemanha já divulgou estar interessado em adquirir de quatro a seis cargueiros Hercules da geração mais recente e operá-los em conjunto com a França, em complemento a frota do Airbus A400M, cargueiro de porte superior.

O plano original da Alemanha era substituir toda frota de cargueiros C-160 Transall pelo novo A400M, até 2021. No entanto, recentemente, também foi incluída a necessidade de adquirir cargueiros menores, como é o caso do Hercules e o KC-390.

Até o momento, a Força Aérea Brasileira (FAB) é o único cliente confirmado do Embraer KC-390, com um pedido por 28 aeronaves. Outros países interessados, mas que ainda não assinaram os acordos de compra, são Argentina, Chile, Colômbia, Portugal e República Tcheca.

Veja mais: Produção do Gripen NG é iniciada no Brasil