A Latam Airlines é uma das companhias que já encomendaram o A350-1000 (Airbus)

A Latam Airlines é uma das companhias que já encomendaram o A350-1000 (Airbus)

A Airbus realizou nesta quinta-feira (24) o voo inaugural do primeiro A350-1000, a maior versão da série A350. A aeronave decolou da fábrica do grupo europeu, em Toulouse, na França, às 10:42, horário local, e voou por cerca de duas horas, e retornou ao mesmo ponto.

A versão A350-1000 é quase sete metros mais longa que o A350-900, em operação desde 2015. A “esticada” na fuselagem, com um total de 73,7 metros de comprimento, porém, não exigiu aumentar a envergadura das asas, mantidas em 64,7 metros, como no modelo “900”.

Considerando apenas as medida dos comprimentos, a nova versão do A350 é o quinto maior avião do mundo em operação, atrás do Antonov AN-225, Boeing 747-8 e 777 e o Airbus A340-600. O A350-1000 tem exatamente um metro a mais que o A380. Porém, comparado a esse quinteto, o novo jato é “leve”: pesa 308 toneladas, enquanto os gigantes podem decolar proximos das 400 ton ou até mais. Já o A350-900 voa com peso máximo de 280 ton.

O A350-1000 é oferecido com diferentes opções de cabine, com capacidades que variam de 366 a 440 passageiros. Segundo a Airbus, o jato tem alcance de 14.800 km, o suficiente para voar de São Paulo até a Sibéria, na Rússia, sem escalas. Essa autonomia, no entanto, é inferior a do A350-900, que passa dos 16.000 km.

Apesar de ser maior, o A350-1000 leva menos combustível que o A350-900. O novo jato fabricado pela Airbus carrega 156 toneladas de querosene nos tanques, ao passo que a versão 900 leva quase 10 ton extras, além de ser mais leve, o que também contribui para elevar a autonomia.

O A350-1000 é o terceiro maior avião do mundo, considerando apenas o comprimento (Airbus)

O A350-1000 é o terceiro maior avião do mundo, considerando apenas o comprimento (Airbus)

Fila de espera

O Airbus A350-1000 ainda nem chegou aos aeroportos, mas já pode ser considerado um sucesso de vendas. A fabricante recebeu 195 pedidos pela maior versão do A350, que entrará em operação comercial a partir do segundo semestre de 2017. Cada unidade do novo jato custa cerca de US$ 355 milhões. O A350-900, com mais de 600 pedidos acumulados, é avaliado em US$ 308 milhões.

A companhia aérea Qatar Airways, do Catar, será o primeiro operador do A350-1000, com um pedido de 34 aeronaves. Essa mesma companhia também estreou o A350-900, em janeiro de 2015.

Os voos de teste da Airbus são realizadas a partir de sua fábrica, em Toulouse (Airbus)

Os voos de teste da Airbus são realizadas a partir de sua fábrica, em Toulouse (Airbus)

Outras empresas que encomendaram a aeronave são United Airlines, Asiana, British Airways e até a Latam Airlines, com um pedido por 14 unidades do A350-1000.

Veja mais: Protótipo de jato comercial supersônico é apresentado nos EUA