O A319neo pode realizar viagens de até 6.950 km (Airbus)

O A319neo pode realizar viagens de até 6.950 km (Airbus)

A Airbus realizou nesta sexta-feira (31), no mesmo dia do primeiro voo do Boeing 787-10, o voo inaugural do novo A319neo, o “caçula” da nova série NEO (New Engine Option). A aeronave decolou da fábrica da empresa em Hamburgo, na Alemanha, e retornou ao mesmo local, após passar cinco horas voando.

O A319neo é o terceiro jato da nova geração do A320, com espaço interno para até 160 passageiros em classe única ou 140 ocupantes divididos em duas classes de cabine, mesma capacidade do A319 atual. Como comparação, o A321neo, maior aeronave da nova série, pode ser equipado com até 240 assentos.

As dimensões do A319neo também não mudam em relação a seu antecessor. A aeronave tem 33,8 metros de comprimento por 35,8 m de envergadura de asas – as asas dos A320neo e A321neo tem o mesmo tamanho. Segundo a Airbus, o novo A319 pode decolar com peso máximo de 75,5 toneladas, que também é igual ao modelo atual.

A principal novidade na aeronave é o motor de última geração CFM Internacional LEAP-1A, que pode ser até 20% mais eficiente em consumo de combustível e emissões comparado ao modelo da primeira geração. O alcance de voo da aeronave, no entanto, não mudou: o A319neo tem autonomia para percorrer até 6.950 km.

Pouco pedido

Diferentemente do sucesso absoluto do A320neo, que soma mais de 3.600 pedidos, o A319neo tem apenas meras 55 unidades encomendadas. O número também fica muito abaixo das ordens pelo A321neo, que já passa de 1.600 exemplares.

Com poucos pedidos, o novo A319neo vai estrear na aviação comercial apenas em 2020 (Airbus)

Com poucos pedidos, o novo A319neo vai estrear na aviação comercial apenas em 2020 (Airbus)

Apesar de estar bastante adiantado, o A319neo ainda vai demorar para chegar ao mercado. A previsão da Airbus é de que o aparelho estreie na aviação comercial somente depois de 2020. O primeiro operador da aeronave também não foi definido até o momento.

O A319neo será o menor modelo da nova família de jatos narrowbody (fuselagem estreita) da Airbus, uma vez que a fabricante não tem planos de desenvolver um novo A318.

Veja mais: Maior avião fabricado no Brasil, Embraer E195-E2 realiza voo inaugural