O Boeing 787 é atualmente um dos aviões comerciais mais avançados do mundo (Air France)

O Boeing 787 é atualmente um dos aviões comerciais mais avançados do mundo (Air France)

A companhia aérea Air France vai trocar o jato Boeing 777-200ER pelo novo 787 Dreamliner na rota entre São Paulo e Paris, a partir 5 de fevereiro de 2018. Como explicou a empresa, a aeronave voará para o Brasil seis vezes por semana. O único dia que o jato não estará no país será às quartas-feiras.

O novo avião da companhia francesa conta com 276 assentos, sendo 30 na Business Class (classe executiva), 21 na Premium Econony e 225 na Economy Class (classe econômica simples). O 787 da Air France também vai oferecer conexão Wi-Fi, cobrada a parte (em pacotes de € 5 a € 30).

Voando diferente

Além de ser uma aeronave otimizada para consumir menos combustível, reduzindo os custos das companhias, o 787 ainda traz inovações para os passageiros. As janelas são 30% maiores comparadas as de jatos da geração anterior e a pressurização da cabine e a qualidade do ar a bordo são melhores por conta da construção avançada da aeronave, com grandes partes de fibra de carbono. Esse método permite deixar o ar ambiente mais úmido sem comprometer as partes metálicas do avião com corrosão. O nível de ruído do jato mais avançado da Boeing também é menor. O Airbus A350 também possui evoluções desse tipo.

Aos poucos, o Boeing 787 está se tornando um avião comum no Brasil. O moderno jato já opera no país com companhias como a Air Canada, Air China, United, Ethiopian Airlines, KLM e Royal Air Maroc.

Veja mais: Jato chinês pode fazer Airbus e Boeing perderem mais de US$ 200 bilhões