Foram registrados mais de 34 milhões de voos comerciais em 2015 no mundo todo (Air France)

Foram registrados mais de 34 milhões de voos comerciais em 2015 no mundo todo (Air France)

Segundo as informações da Aviation Safety Network (ASN), durante o ano passado foram registrados 16 acidentes aeronáuticos fatais, resultando em 560 óbitos. Por conta desses números, em termos de acidentes fatais, 2015 foi o ano mais seguro da história da aviação comercial e o quinto em termos de fatalidades. Se considerarmos que dois importante eventos de 2015 foram ações premeditadas, o número de acidentes fatais cai para 14, com 186 mortes.

Segundo a ASN, o tráfego aéreo mundial registra cerca de 34.000.000 de voos por ano. Com base nos acidentes ocorridos em 2015, pode-se afirmar que ocorreu um acidente fatal a cada 4.857.000 de voos.

De acordo com Harro Ranter, presidente da ASN, “desde 1997, o número de acidentes envolvendo aviões de passageiros tem caído de forma consistente graças, em parte, aos esforços de organizações internacionais de aviação tais como a ICAO, IATA, Flight Safety Foundation e da própria indústria de aviação”.

As estatísticas são baseadas em uma seleção de acidentes fatais envolvendo aeronaves civis em todo o mundo com uma capacidade mínima de 14 passageiros.

Em 2015, o pior acidente ocorreu no dia 31 de outubro, quando um Airbus A321 da companhia aérea russa Metrojet caiu no deserto de Sinai, no Egito, matando 224 pessoas. Embora a investigação ainda esteja em curso, alega-se que o acidente tenha ocorrido como resultado da detonação de um artefato explosivo no interior da aeronave.

Outro trágico evento ocorreu no dia 25 de março quando um Airbus A320 da empresa alemã Germanwings chocou-se contra os Alpes franceses, matando 150 pessoas. As investigações indicaram que durante a fase de cruzeiro, o co-piloto ficou sozinho na cabine de comando, travou a porta e, intencionalmente, alterou a programação do piloto automático para dar instruções ao avião para que reduzisse sua altitude até colidir com o terreno.

A ASN compila apenas acidentes com aeronaves comerciais; modelos civis e militares não são contabilizados (ASN)

Os 16 acidentes com aeronaves comerciais em 2015 causaram 580 óbitos  (ASN)

Se considerarmos os abates, sabotagem e suicídio do piloto como causas prováveis para os eventos, apenas os anos de 1988, 1983 e 1985 foram piores que 2015.

Outro ponto importante relacionado aos eventos de 2015 é o fato de que dois dos 16 aviões acidentados eram operados por companhias inclusas na “lista negra” da União Europeia.

Fundada em 1996, a ASN é uma organização independente, localizada na Holanda, que tem por objetivo prover informações completas e atualizadas relacionadas aos acidentes aéreos e questões de segurança da avião mundial. Os números foram compilados utilizando a base de dados da instituição, que utiliza informações provenientes de fontes oficiais.

Fonte:
Cavok_logo