O Airbus A321 envolvido no incidente desta manhã seguia para Porto Alegre (TAM)

O Airbus A321 envolvido no incidente desta manhã seguia para Porto Alegre (TAM)

Passageiros do voo JJ3289 da Tam passaram por um pequeno contratempo na manhã desta terça-feira (26). Um jato Airbus A321 que havia decolado do Aeroporto Internacional de Guarulhos (SP), às 9h55 (horário de Brasília), teve de retornar ao ponto de origem após colidir com um pássaro. Segundo a companhia, o avião aterrissou às 10h17 “em completa segurança”.

Logo após o pouso, passageiros e bagagens foram acomodados em outra aeronave, que decolou às 11h40, em direção a Porto Alegre (RS).

Em contato com o Airway, a assessoria de imprensa da companhia aérea confirmou que o incidente foi um “birdstrike” (colisão com pássaro) em dos motores e não houve incêndio, como vem sendo dito nas redes sociais e foruns sobre aviação.

Coicidentemente, nesta manhã também foi realizado uma simulação de emergência no aeroporto de Guarulhos, por isso havia uma relativa movimentação de caminhões de bombeiros e profissionais de salvamento e resgate no local. O treinamento não teve nenhuma relação com o incidente da Tam.

Abaixo o posicionamento oficial da TAM sobre o incidente:

A TAM Linhas Aéreas informa que a aeronave que fazia o voo JJ3289 (São Paulo/Guarulhos – Porto Alegre), que decolou às 9h55* de hoje (26/4), colidiu com um pássaro logo após a decolagem. O avião retornou ao aeroporto de origem, onde aterrissou às 10h17* em completa segurança. O voo foi operado por outra aeronave, que decolou às 11h40* desta manhã.

A companhia reitera que a segurança é um valor imprescindível e, sobretudo, todas as suas decisões visam garantir uma operação segura.

Veja mais: Mitos e verdades sobre acidentes aéreos